sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Plataforma de resumos e citações reúne mais de 60 milhões de registros


Os usuários do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) encontram no acervo da biblioteca virtual a plataforma multidisciplinar Scopus, da editora Elsevier. Trata-se de uma ferramenta de grande utilidade para toda a comunidade acadêmica, incluindo pesquisadores, graduandos, docentes, pós-graduandos e bibliotecários que visam sempre ampliar e melhorar pesquisas e trabalhos científicos.


A Scopus cobre as áreas de Ciências Sociais, Ciências Exatas, Ciências Humanas e Ciências Biológicas com resumos e citações de diversos tipos de arquivos. De acordo com o site da editora, o conteúdo inclui cerca de 130 mil livros (sendo que aproximadamente 10 mil títulos são incluídos por ano) e mais de 60 milhões de registros, que incluem periódicos revisados por pares, publicações comerciais e articles-in-press (ou seja, que foram aceitos para publicação) de grandes editoras internacionais, como Cambridge University Press, Springer Nature e Wiley.

Plataforma de resumos e citações reúne mais de 60 milhões de registros (Imagem: Scopus/Elsevier)
Na base, também é possível localizar mais de quatro mil publicações de acesso aberto, anais de conferências, páginas da web com conteúdos científicos e patentes de escritórios. O usuário ainda pode utilizar ferramentas de apoio à análise de resultados (bibliometria), como identificação de autores e filiações, análise de citações, análise de publicações e índice H. A plataforma é atualizada diariamente e conta com recursos que auxiliam o pesquisador nas buscas, tais como criação de alertas (que podem ser criados e administrados de acordo com a frequência desejada) e listas (para armazenar documentos durante a sessão de busca).


A área de Materiais didáticos do Portal de Periódicos abriga dois documentos sobre a Scopus para que os usuários aprofundem o conhecimento sobre a base e esclareçam dúvidas: um guia rápido e um guia completo. Os arquivos oferecem informações sobre tipos de busca, forma de selecionar alertas e feeds, opções de exportação dos resultados, quantidade e tipos de publicações disponíveis, diferenciais do conteúdo, entre outros pontos.

Para explorar os recursos da plataforma Scopus, acesse a opção Buscar base do Portal de Periódicos.

Verifique o conteúdo do Portal de Periódicos disponível para sua instituição.
Alice Oliveira dos Santos

Fonte: Portal CAPES.

Nova ferramenta de métrica auxilia os usuários a localizar títulos mais citados

As métricas CiteScore – um novo padrão para medir o impacto da citação em série – estão disponíveis gratuitamente para mais de 22.600 títulos na plataforma Scopus, da editora Elsevier. A base de dados compõe o acervo do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). 

O CiteScore calcula as citações de todos os documentos no primeiro ano para os documentos publicados nos três anos anteriores para um título (Gráfico: Elsevier)
O CiteScore calcula as citações de todos os documentos no primeiro ano para os documentos publicados nos três anos anteriores para um título. Por exemplo: para calcular um valor de 2015, o CiteScore conta as citações recebidas em 2015 para os documentos publicados em 2012, 2013 e 2014. Este número é dividido pela quantidade de documentos indexados no Scopus, publicados em 2012, 2013 e 2014.


As métricas são encontradas no próprio Scopus, na seção Sources. Os dados de 2016 já estão disponíveis para acesso. De acordo com os registros mais recentes, as dez revistas científicas com maior quantidade de citações são:

1. PLoS ONE 
2. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America (PNAS)
3. Nature
4. Journal of the American Chemical Society
5. Science
6. Nature Communications
7. Angewandte Chemie - International Edition
8. Scientific Reports
9. New England Journal of Medicine
10. RSC Advances

Os usuários do Portal de Periódicos da CAPES têm acesso a todos os títulos elencados acima*. Além do recurso utilizado para chegar à lista supracitada (Citations 2016), dentro da ferramenta há outras opções de filtros para verificar a colocação das publicações, além de ser possível refinar as revistas científicas por área, título e ano.

Para mais informações, a editora Elsevier disponibiliza um canal de perguntas mais frequentes sobre o CiteScore: clique aqui.

Para acessar a plataforma Scopus, acesse a opção Buscar base do Portal de Periódicos.

*Verifique o conteúdo do Portal de Periódicos disponível para sua instituição.
Alice Oliveira dos Santos

Fonte: Portal CAPES.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Cientistas brasileiros desenvolvem método para diagnosticar esquizofrenia mais rápido

Cientistas brasileiros desenvolvem método para diagnosticar esquizofrenia mais rápido (Imagem: Google Plus)
Pesquisa publicada pela revista científica NPJ Schizophrenia – disponível no acervo do Portal de Periódicos da CAPES – apresenta uma grande novidade para o estudo de doenças psíquicas. Trata-se de um novo método para o diagnóstico de esquizofrenia, desenvolvido por pesquisadores brasileiros. Com mais de 90% de precisão, o exame tem como principal benefício para o paciente “uma avaliação complementar mais precisa e objetiva, evitando falsos diagnósticos positivos ou negativos e, portanto, diminuindo as chances de condutas inadequadas”, segundo Natália Mota, primeira autora do artigo. 


Atualmente, a psiquiatria segue manuais estatísticos que identificam a doença por meio do comportamento e por informações fornecidas pelo próprio paciente e seus familiares. “Para o diagnóstico da esquizofrenia, é necessário observar o paciente por pelo menos seis meses. Nesse meio tempo, é necessário ter uma hipótese diagnóstica e iniciar tratamento medicamentoso muitas vezes, o que pode levar os pacientes à análise e ao tratamento inadequados, retardando a recuperação ou mesmo levando a estigmas desnecessários”, esclarece Natália.  

De acordo com a cientista, o estudo está inserido em um novo campo denominado “Psiquiatria Computacional”. “Desenvolvemos um software que caracteriza a estrutura de um relato livre de memória feito pelo paciente”, explica a pesquisadora. “Representando a trajetória das palavras faladas como um grafo (estrutura matemática), podemos quantificar objetivamente o quanto é pouco conectado o grafo de sujeitos que recebem o diagnóstico de esquizofrenia pela equipe clínica”, explica. 

“Nós desenvolvemos a técnica no Instituto do Cérebro (da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN) durante o meu mestrado, no laboratório do professor Sidarta Ribeiro, que foi co-orientador do trabalho. Meu orientador foi o professor Mauro Copelli, do Departamento de Física da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Em 2014 publicamos os resultados em pacientes crônicos e este ano (2017) publicamos a aplicação do método para diagnóstico de esquizofrenia nos primeiros sinais da desordem durante a primeira consulta, seis meses antes do método convencional”, diz Natália. 

A cientista detalha o procedimento: “solicitamos aos pacientes um relato de um sonho recente e mostramos uma imagem de conteúdo afetivo negativo, que deve ser relatada logo após desaparecer da tela do computador. Cada relato é limitado a 30 segundos, gravado, transcrito e representado como grafo de palavras. Então, são calculados atributos de conectividade que caracterizam a desorganização do discurso do paciente”.  


A nova técnica poderá antecipar o diagnóstico da esquizofrenia em pelo menos seis meses (Ilustração: MeuCerebro.com)Natália afirma que o grupo de trabalho se inspirou na psicopatologia clássica que, desde as primeiras descrições da doença, descrevem alterações da trajetória de palavras usadas para descrever memórias de eventos cotidianos, que refletem uma desorganização dos pensamentos em pacientes com o diagnóstico. “O que fizemos foi aplicar um método matemático para a descrição psicopatológica dos sintomas, verificando-os em amostras clínicas quantitativamente e sem viés subjetivo de interpretação, automatizando o processo”, comenta. 


O exame já foi aplicado em caráter experimental em sujeitos com desordem crônica e durante os primeiros sintomas, mas ainda são necessários mais estudos em um número maior de pacientes para estabelecimento de padrões de referência.

Natália Mota é bolsista da CAPES e recebeu apoio durante os períodos de mestrado e doutorado. “Utilizo o Portal de Periódicos com frequência; o acesso a artigos científicos é fundamental para o trabalho de pesquisa. Sou muito grata pela oportunidade de ser bolsista da CAPES. Sem dúvida, sem esse financiamento, nem metade das investigações seria possível”, comemora.

Intitulado Thought disorder measured as random speech structure classifies negative symptoms and schizophrenia diagnosis 6 months in advance, o artigo científico está disponível em texto completo na revista científica NPJ Schizophrenia. O título pode ser localizado na opção Buscar periódico do Portal.
Alice Oliveira dos Santos

Fonte: Portal CAPES.

Revista lança dossiê sobre “Evidências Científicas em Homeopatia”

Dossiê busca levar à classe médica e científica, assim como ao público em geral, o estado da arte da pesquisa homeopática

A Câmara Técnica de Homeopatia do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) elaborou o dossiê especial Evidências Científicas em Homeopatia, que acaba de ser disponibilizado no site da Revista de Homeopatia da Associação Paulista de Homeopatia (APH).
Englobando 11 revisões sobre diversas linhas de pesquisa existentes nos mais variados campos da ciência, as quais comportam centenas de artigos científicos publicados em periódicos distintos, esse dossiê busca levar à classe médica e científica, assim como ao público em geral, o estado da arte da pesquisa homeopática:
De acordo com Marcus Zulian Teixeira, coordenador de disciplina sobre o tema na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), apesar das dificuldades e limitações existentes para o desenvolvimento de pesquisas na área, tanto pelos aspectos metodológicos quanto pela ausência de apoio institucional e financeiro, “o conjunto de estudos experimentais e clínicos citados, que fundamentam os pressupostos homeopáticos e confirmam a eficácia e a segurança da terapêutica, é prova inconteste de que existem evidências científicas em homeopatia”.
Nas palavras do médico e um dos editores da publicação, busca-se esclarecer os colegas de profissão sobre a validade do emprego da homeopatia segundo princípios éticos e seguros. “Dessa forma, poderemos trabalhar unidos em torno da ‘mais elevada e única missão do médico que é tornar saudáveis as pessoas doentes, o que se chama curar’ (Samuel Hahnemann, Organon da arte de curar).”
Fonte: Jornal da USP.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Seminário Gerenciadores de Referências (Mendeley e Zotero)

A Biblioteca da UFCSPA, em parceria com a Biblioteca da UFRGS, convida para os Seminários de Gerenciadores de Referências Mendeley e Zotero.


Os gerenciadores de referências são ferramentas que auxiliam na organização de leituras e de biblioteca pessoal de referências, imagens e PDFs além de facilitarem o fichamento, a geração de referências bibliográficas e a formatação de citações instantaneamente de acordo com as normas da ABNT, Vancouver e outras.

 Agenda:
·        O que são gerenciadores de referência;
·        Comparativo entre gerenciadores;
·        Instalação;
·        Importar e exportar referências;
·        Fichas de leitura em gerenciadores de referência
·        Organização das referências;
·        Inserir citações no texto.


Seminário Mendeley 
Data: 17 de agosto de 2017
Horário: 9h às 12h
Local: Sala 618 - Prédio principal da UFCSPA
Apresentação: Vanessa Inácio
                              Bibliotecária de Referência
                              Biblioteca Central - UFRGS  


Seminário Zotero
Data: 18 de agosto de 2017
Horário: 9h às 12h
Local: Sala 618 - Prédio principal da UFCSPA
Apresentação: Luísia Feichas Alves
                              Departamento de Processos Técnicos (DPT)
                              Biblioteca Central - UFRGS  

Inscrições na Biblioteca
Vagas limitadas - 25 lugares

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Plataforma de livros eletrônicos E-volution Acesso total



Acesso TOTAL à base E-volution (coleções completas de Saúde, Exatas e Humanas), acessíveis a toda a comunidade UFCSPA.



*Para ter acesso remoto o cadastro deverá ser feito na UFCSPA.


https://www.evolution.com.br/

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Cientistas analisam mecanismos genéticos da cárie em crianças

A digestão dos alimentos começa com a mastigação e a ação da saliva. Além de facilitar a digestão, a saliva tem em sua composição substâncias antimicrobianas que agem no combate a microrganismos que podem causar doenças na boca, entre elas a cárie. Um estudo brasileiro recém-publicado pela revista científica Caries Research analisou a associação do polimorfismo genético na betadefensina e no microRNA 202 com a variação dos níveis do antimicrobiano e o aparecimento da cárie. O título está disponível no acervo do Portal de Periódicos da CAPES.

A betadefensina é um peptídeo antimicrobiano produzido a partir de informações transmitidas pelos microRNAs associados ao gene que dá origem ao peptídeo. O microRNA constitui uma classe de RNA não recombinante com papel fundamental na regulação da expressão gênica. “É o primeiro artigo em Odontologia a estudar o polimorfismo genético em microRNA”, disse a pesquisadora Erika Calvano Küchler em entrevista à Agência FAPESP. 

“A cárie é uma doença multifatorial complexa e que podemos prevenir. Nosso interesse neste trabalho foi tentar entender quais seriam os mecanismos moleculares, principalmente aqueles de origem genética, envolvidos no aparecimento da cárie em crianças”, detalhou Küchler. 

“Nosso trabalho consistiu em duas partes. A primeira visou replicar os estudos entre o gene da betadefensina e a suscetibilidade à cárie na população brasileira, para verificar se obteríamos os mesmos resultados. A segunda parte deu um passo adiante, ao fazer uma análise para detectar a associação ou não entre polimorfismo no microRNA 202 e a suscetibilidade ao desenvolvimento da cárie”, relatou a cientista.

Os níveis salivares dos peptídeos de betadefensina foram coletados em amostras de saliva de 168 crianças, entre dois e 12 anos, da pré-escola e do ensino fundamental no Rio de Janeiro. A pesquisa consistiu ainda na realização de um questionário comportamental para detectar, por exemplo, o número de escovações diárias, quais crianças escovavam os dentes antes de dormir, quais usavam fio dental e quais ingeriam doces entre as refeições. 

Por fim, foi feita uma análise multifatorial que levou em conta os resultados genotípicos de DEFB1 e do microRNA 202, os níveis de betadefensina na saliva e os critérios de avaliação comportamental das crianças. “No futuro, quando identificarmos o conjunto de genes associados ao aparecimento da cárie, será possível detectar bem cedo quais crianças têm maior predisposição ao desenvolvimento de cárie e iniciar tratamento de prevenção”, analisa Küchler.

Para o desenvolvimento da investigação, Erika Küchler confirma a necessidade de uma ferramenta como a biblioteca virtual da CAPES: “utilizo com frequência o Portal de Periódicos e sempre recomendo aos meus alunos. Esse trabalho é parte da tese de doutorado da Andrea Lips (primeira autora da pesquisa) e o Portal foi utilizado tanto por mim quanto por ela durante a pesquisa bibliográfica do estudo”.

Küchler complementa: “Fui bolsista da CAPES nos períodos de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Além disso, muitos dos meus alunos são ou foram bolsistas também. O apoio da CAPES é imprescindível para a formação de pesquisadores e para o avanço da pesquisa brasileira”.

O artigo científico Genetic Polymorphisms in DEFB1 and miRNA202 Are Involved in Salivary Human β-Defensin 1 Levels and Caries Experience in Children está disponível em texto completo para os usuários do Portal de Periódicos da CAPES. Para localizá-lo, acesse a publicação Caries Research, por meio da opção Buscar periódico.

O título é focado exclusivamente na pesquisa da cárie, com estudos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais. A ampla cobertura da pesquisa inovadora em cáries dentárias deu à revista científica uma notável reputação internacional como fonte para cientistas básicos e clínicos envolvidos em compreensão, investigação e prevenção de doenças dentárias.

Verifique o conteúdo do Portal de Periódicos disponível para sua instituição.

Com informações da Agência Fapesp

Alice Oliveira dos Santos

Fonte: Portal CAPES. 

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Horário da Biblioteca no período de férias acadêmicas

A Biblioteca reduzirá seu horário de expediente no período de férias acadêmicas (10 a 29/07). 
De segunda a sexta-feira das 7h30 às 19h. 
Não abrirá aos sábados.


sexta-feira, 30 de junho de 2017

Funcionamento da Biblioteca





A Biblioteca da UFCSPA funcionará hoje, 30/06, somente até às 17h.
Motivo: adesão dos servidores à Greve Geral contra as reformas trabalhista e previdenciária.