sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ciência sem Fronteiras abre chances de estudos em 15 países



         A coordenação do programa federal Ciência sem Fronteiras publicou novos editais sobre inscrições de universitários brasileiros de graduação e da pós-graduação interessados em intercâmbio internacional de estudos, predominantemente pelo sistema bolsa sanduíche, que permite um ano no exterior. Desta vez, a oportunidade é para Itália, Alemanha, Austrália, Canadá, Coréia do Sul, Estados Unidos, Holanda, Reino Unido, Espanha, França, Portugal, Suécia, Hungria, Japão e Noruega.


      Algumas das exigências apresentadas nos editais é de que o candidato esteja matriculado em curso de nível superior que contemple as áreas e temas do programa, possuir nacionalidade brasileira e ter cursado no mínimo 20% e no máximo 90% da grade curricular integral. Também é preciso assumir o compromisso de permanecer no Brasil pelo menos o dobro do tempo que permanecer no exterior, para por em prática o que aprendeu, como compensação ao investimento feito pelo governo federal. Exige-se a comprovação de fluência na língua do país pretendido, através de testes de proficiência.

      O programa envolve os ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação, juntamente com suas instituições de fomento, que são a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A seleção leva em conta o histórico escolar e a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A bolsa de estudos, por um ano, inclui despesas de viagem, alimentação e hospedagem. O foco são as áreas de ciências exatas, biomédicas e tecnológicas ou da área de energia, em cursos como engenharia, química, física, computação, tecnologia da informação, medicina, biotecnologia e desenho industrial, entre outros.


Veja os editais aqui


FONTE: FAPERGS, 23/11/2012

Teste Rápido Itinerante de HIV

      


      A Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre realizará sábado, Dia Mundial de Luta contra a Aids, mobilização para testagem rápida de HIV/Aids.

      Hoje, sexta-feira, o Teste Rápido Itinerante - Fique Sabendo será realizado no Largo Glênio Peres, das 14h às 20h.
     No sábado, a testagem estará disponível na Redenção, das 10h às 20h, e, no domingo, das 14h às 20h.




segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Filme retrata epidemia de obesidade infantil


        
           Retrato impactante da obesidade - uma epidemia infantil - o documentário Muito Além do Peso está em cartaz nos cinemas de Porto Alegre.
          Para apresentar o problema com histórias e personagens reais, a equipe do filme, dirigido por Estela Renner, percorreu o Brasil de norte a sul. São histórias de crianças, pais, professores e médicos que emocionam, chocam, informam e alertam sobre a obesidade.   
         Tudo fundamentado com dados numéricos e entrevistas com especialistas do Brasil, América Latina, Estados Unidos, Europa e Ásia.
        
         O filme está sendo exibido no Espaço Itaú de Cinema do Shopping Bourbon Country (Rua Tulio de Rose, 80). 
          Para informações sobre horários e preços, disque 8401-0530.

FONTE: Zero Hora, Meu Filho, 26/11/2012. p. 4


Confira o trailer: 


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Câncer infantil: diagnóstico precoce e quimioterapia permitem cura de até 80%



Paula Laboissière


Repórter da Agência Brasil


Brasília – Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) indicam que, todos os anos, cerca de 9 mil casos de câncer infantil são detectados no país. Os tipos mais comuns são a leucemia (doença maligna dos glóbulos brancos) e os linfomas (que se originam nos gânglios). A boa notícia é que o diagnóstico precoce e a quimioterapia, juntos, representam a principal arma contra a doença e permitem índices de cura que chegam a 80%.


No Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil, lembrado hoje (23), a onco-hematologista e diretora técnica do Hospital da Criança de Brasília, Isis Magalhães, lembrou que a doença em crianças é diferente da diagnosticada em adultos. Nas crianças, as células malignas são geralmente mais agressivas e crescem de forma rápida. Os tumores dificilmente são localizados e o tratamento não pode ser feito com cirurgia, destacou a especialistas, em entrevista à Agência Brasil.

Outra peculiaridade do câncer infantil é que não há forma de prevenção, uma vez que não é possível explicar a razão do surgimento dos tumores. Isis alertou que os sinais da doença podem ser facilmente confundidos com os de quadros bastante comuns em crianças, como infecções. Alguns exemplos são o aparecimento de manchas roxas na pele e anemia. Os sintomas, entretanto, devem se manifestar por um período superior a duas semanas para causar algum tipo de alerta.

“É preciso saber identificar quando aquilo está passando do limite e quando é normal. Afinal, qual criança não tem uma mancha roxa na canela de vez em quando? Dependendo da situação, a lista de sinais causa mais desespero nos pais do que ajuda”, explicou. A orientação, segundo ela, é levar as crianças periodicamente ao pediatra.

Isis também defende que os próprios oncologistas pediátricos orientem profissionais de saúde da rede básica sobre os sinais de alerta do câncer infantil. A ideia é que o pediatra geral e o agente de saúde, por exemplo, sejam capazes de ampliar seu próprio grau de suspeita, prescrever exames mais detalhados e, se necessário, encaminhar a criança ao especialista.

“A doença não dá tempo para esperar. É preciso seguir o protocolo à risca, porque essa é a chance da criança. O primeiro tratamento tem que ser o correto”, disse. Isis destacou também a importância de centros especializados de câncer infantil, já que a doença precisa ser combatida por equipes multidisplinares, compostas por oncologistas, pediatras, neurologistas, cardiologistas, infectologistas e mesmo psicólogos, odontólogos e fisioterapeutas, além do assistente social.



FONTE: Agência Brasil, 23/11/2012

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Palestra gratuita desvenda mitos e verdades sobre a memória


       
        Jogo de palavras cruzadas é bom para exercitar o cérebro. Verdade ou mito? O que pode ser considerada uma alteração normal de memória? Existem maneiras de prejudicar a memória? Quais as últimas descobertas científicas relacionadas à atividade cognitiva?

 
        Esses e outros assuntos serão abordados na palestra gratuita Qual é a Função da Memória?, no Vitta Centro de Bem-Estar Físico (Rua Comendador Rheingantz, 880 — Porto Alegre). Será no sábado, dia 24, a partir das 10h30min, com a psicóloga Juciclara Rinadi.

 
        Juciclara é Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Especialista em Neuropsicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e pesquisadora colaboradora do Centro de Neurologia Cognitiva e do Comportamento do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Atua nas áreas de avaliação neuropsicológica, reabilitação cognitiva e psicoterapia na linha cognitivo-comportamental.

 
        Para participar do encontro, basta se inscrever pelo telefone (51) 3333-6135. As vagas são limitadas.

 
Serviço

O quê: palestra "Qual é a Função da Memória?"

Quando: sábado, 24 de novembro, às 10h30min

 
Onde: Vitta Centro de Bem-Estar Físico (Rua Comendador Rheingantz, 880 - Porto Alegre)

Quanto: gratuito, com vagas limitadas

 
Informações e inscrições: (51) 3333-6135



FONTE: Zero Hora, 20/11/2012


terça-feira, 20 de novembro de 2012

Instituto do Câncer Infantil promove ações de conscientização no dia de combate à doença



       O Dia Nacional de Combate ao Câncer Infanto-juvenil foi instituído em 23 de novembro para estimular ações educativas e preventivas relacionadas à doença e promover debates sobre as políticas públicas de atenção integral às crianças e aos adolescentes com câncer.

       Para marcar a data, o Instituto do Câncer Infantil (ICI-RS), em Porto Alegre, abre suas portas à comunidade nesta sexta-feira para que os interessados possam conhecer o trabalho de assistência a pacientes com a doença e seus familiares realizado pela instituição. Serão palestras às 10h e às 15h. Os interessados em participar devem fazer sua inscrição pelo e-mail icirs@ici-rs.org.br ou pelo telefone (51) 3331-8704, informando seu nome, contatos e horário de preferência.

       O ICI-RS também planeja uma atividade de conscientização pública no Parcão. A mobilização contará com a participação de voluntários do instituto, que distribuirão panfletos informativos.

       Com índice médio de 75% de cura, o ICI-RS trabalha há mais de 20 anos em parceria com o Hospital de Clínicas de Porto Alegre no tratamento e assistência a pacientes de todo o Estado e mesmo de outros lugares da Região Sul. Já passaram pelo ICI-RS 1,9 mil pacientes.
 

       Além do atendimento clínico, a instituição presta assistência social aos pacientes e suas famílias. Outra atividade importante é a pesquisa com vistas ao avanço técnico e científico no tratamento do câncer. Uma das pesquisas em desenvolvimento é para o tratamento molecularmente inteligente do Sarcoma de Ewing, tumor que atinge ossos e cartilagens, com maior incidência em crianças e jovens. A pesquisa também envolve outros centros do Brasil, Argentina, Chile e Uruguai.


FONTE: Zero Hora, 20/11/2012.


Casos de diabetes no mundo batem recorde





Um relatório divulgado na última quarta-feira (14) pela Federação Internacional de Diabetes mostra que hoje há 371 milhões de pessoas com a doença no mundo, sendo que metade dos casos não é diagnosticada.

Até 2030, segundo estimativa da organização, 552 milhões terão diabetes.


A doença, vista antes como um problema do mundo desenvolvido, já que a maioria dos casos de diabetes tipo 2 é causada por obesidade, se espalhou por países mais pobres junto com a urbanização. Agora, quatro em cinco diabéticos vivem em países de renda baixa ou média.

Só a China tem 92,3 milhões com diabetes. Na África sub-saariana, o problema acaba ficando oculto, já que a falta de acesso a serviços de saúde leva menos de um quinto dos casos a receber diagnóstico.

Segundo a Federação Internacional de Diabetes, 187 milhões não sabem que têm a doença no mundo.

Os diabéticos têm um controle inadequado do açúcar no sangue que pode levar a complicações graves, como danos a nervos, rins e cegueira. No mundo, 4,8 milhões morrem por causa da doença a cada ano.

O diabetes é uma das doenças crônicas -- ao lado de câncer, problemas cardíacos e respiratórios -- a serem incluídas nos próximos objetivos de desenvolvimento global que vão substituir as Metas do Milênio em 2015.

Para a indústria farmacêutica, o diabetes é um grande mercado. As vendas globais de remédios contra a doença, que em 2011 totalizaram US$ 39,2 bilhões, podem chegar a até US$ 53 bilhões em 2016, segundo a consultoria de mercado IMS Health.

Leia também: Diabetes mata mais que acidente de trânsito no Brasil 


FONTEFolha de São Paulo, 14/11/2012.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Biblioteca no Feriado

≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈

      A Biblioteca estará aberta nesta sexta-feira (16) e sábado (17) em horário normal.

       Livros de Consulta Local podem ser retirados hoje a partir das 20h e devolvidos na sexta-feira até às 8h.

       Um ótimo feriado a todos!

≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈≈

II JORNADA FADEM


FADEM - Fundação de Atendimento de Deficiência Múltipla




PARA SE INSCREVER, CLIQUE NO LINK ABAIXO:

http://www.fadem.com.br/jornada/
 


Clique nas imagens para ampliá-las.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

10º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva começa amanhã




           De 14 a 18 de novembro de 2012, Porto Alegre será palco de um Congresso que expressará o mais elevado padrão científico da Saúde Coletiva através do tema Saúde é Desenvolvimento: Ciência para a Cidadania.


          O 10º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva será um encontro diversificado e criativo entre a academia e os serviços de saúde. O evento será realizado em ambiente universitário (UFRGS e UFCSPA), propiciando a interação entre os participantes no debate sobre os desafios e as perspectivas da saúde coletiva em nosso país. Também facilitará a convivência com o cotidiano, a cultura e o lazer da capital gaúcha.

     Os trabalhos serão organizados em três categorias: trabalhos científicos da área acadêmica; relatos de experiências dos serviços de saúde; e a ABRASCO Jovem, que reunirá trabalhos de estudantes de Graduação e Pós-Graduação em Saúde Coletiva (em que são o primeiro autor).


      Além da apresentação nos formatos de pôsteres eletrônicos, a serem debatidos com o público, de comunicação oral, o ABRASCÃO 2012 quer estimular a utilização de outras formas de apresentação como vídeos, fotos, dramatizações, etc.


    O compromisso histórico da Saúde Coletiva com o SUS e a cidadania brasileira também se manifesta no período preparatório e ao que se antecipa ao evento, nos dias 12 e 13 de novembro, quando as universidades e serviços de saúde do país e, em particular, do Rio Grande do Sul estarão realizando seminários, reuniões, encontros, feiras, exposições, manifestações artísticas e culturais, oficinas, sessões especiais e outros formatos criativos para amadurecer os temas que deverão animar os debates durante o período do Congresso propriamente dito.

    Acesse o site do Congresso para saber mais:

  

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Mesas-redondas e debates nos últimos dias da 58ª Feira do Livro


 
       
       A   58º Feira do Livro de Porto Alegre está chegando ao seu final no próximo domingo.
     
       Que tal aproveitar os últimos dias do evento?

       Amanhã, 09 de novembro, tem palestra sobre Doença de Parkinson - busca de qualidade de vida, às 14h, no Santander Cultural.

       No sábado (10), tem debate com o título  Gatilho nas palavras: relacionamentos modernos e atuais, sobre os novos vínculos em tempos de tecnologia. Ocorre no Santander Cultural, às 14h.

       No domingo (11), último dia da Feira, pode-se participar da mesa-redonda Saúde, direito e bioética, também no Santander Cultural, às 17h.


Para maiores informações acesse: http://www.feiradolivro-poa.com.br

Eventos da Área de Ciências da Saúde, no mês de novembro


         Porto Alegre recebe, no mês de novembro, alguns eventos da Área de Ciências da Saúde:



         De 14 a 18 de novembro acontece no Centro de Convenções da FIERGS, o 49º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica.
         Acesse o site para maiores informações:





            Na mesma data ocorre na UFRGS o 10º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva.             
            Para maiores informações acesse:




          No dia 23 de novembro, sexta-feira, ocorre no Anfiteatro Bruno Marsiaj, do Hospital Ernesto Dornelles, a VII Jornada de Feridas do Hospital Ernesto Dornelles.





            No dia 29 de novembro, quinta-feira, ocorre no Anfiteatro Bruno Marsiaj, do Hospital Ernesto Dornelles, a I Jornada da Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional. Tema: Obeso hospitalizado.
            Para maiores informações acesse:
http://www.hed.com.br/EventoDetalhe.asp?idEvento=29



quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Cinema e Gastronomia apresenta O Tempero da Vida

         O Cinema & Gastronomia apresenta nesta quarta-feira, dia 7, o filme O Tempero da Vida (Tassos Boulmetis - Grécia, 2003 - 107 min.). A obra conta a história do garoto Fanis (Markos Osse) que vive em Istambul com seu avô (Tassos Bandis), um filósofo culinário. Na vida adulta, Fanis (Georges Corraface), agora um astrofísico, usa a culinária para tentar dar um tempero na vida das pessoas que o cercam.
         A exibição será realizada no auditório Alimena, às 18h.

         Assista o trailer do filme:


 

Saúde pública deve considerar dados sobre o clima para prevenir doenças, diz OMS



Atlas da Saúde e do Clima
 disponível para download
  AGÊNCIA BRASIL

A OMS (Organização Mundial da Saúde), no estudo Atlas da Saúde e do Clima, divulgado no dia 29 de outubro, alerta que a saúde humana está ameaçada pelas mudanças climáticas.

A publicação destaca que as secas, as inundações e os ciclones geram surtos epidêmicos de doenças, como diarreia, malária, dengue e meningite.


No Atlas da Saúde e do Clima, há exemplos práticos de como adotar ações em saúde pública para prevenir os problemas causados pelas mudanças climáticas. A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, disse que é fundamental prevenir e preparar a população. Segundo ela, as ações conjugadas dão vida "ao coração da saúde pública".


"Informações sobre a variabilidade e mudanças climáticas são ferramentas poderosas que auxiliam as nossas tarefas", disse.


A diretora-geral observou que, por enquanto, os dados dos serviços de informações sobre clima têm sido "subutilizados" na saúde pública. Para ela, a falta de atenção a esses dados acaba aumentando a incidência de doenças infecciosas, como malária, dengue, meningite e cólera. Segundo o estudo, a situação se agrava principalmente entre crianças e idosos.


O Atlas da Saúde e do Clima analisa os efeitos das mudanças climáticas em todos os continentes. Ao mencionar a América do Sul, a publicação destaca as inundações no Sul do Brasil, principalmente em Santa Catarina, e a seca no Norte, especialmente na Amazônia.

 
BRASIL

 
Em 68 páginas, o estudo mostra que as preocupações no Brasil se concentram no Sul em decorrência das inundações e dos deslizamentos de terras, considerados constantes, e no Norte devido à seca.


Uma série de problemas de saúde, segundo o estudo, são gerados pelas mudanças no clima atingem milhões de brasileiros e provocam surtos epidêmicos de doenças, como diarreia, malária, dengue e meningite. O relatório informa que de 2000 a 2010 foram registrados 1.320 casos de inundações. O período apontado como a "pior seca dos últimos 60 anos" foi de 2004 a 2010, na Amazônia.

O estudo revela também que as doenças mais comuns causadas pelas alterações climáticas têm relação direta com uma série de fatores, como poluição e infraestrutura local. A maior parte das mortes, segundo o relatório, é entre bebês recém-nascidos. Há registros também de levados número de casos, nem sempre fatais, de pneumonia, diarreia e malária.

Os especialistas advertem ainda para que as pessoas redobrem os cuidados com a exposição ao sol, pois há estudos que demonstram que as elevadas temperaturas e os raios de sol podem causar problemas à saúde. O alerta é para limitar a exposição ao sol, procurar lugares à sombra, usar roupas que protejam, chapéus e óculos. Também é recomendado o uso de protetor solar.


Fonte: Folha de São Paulo, 30/10/2012